• Isabel Palma

O novo Coronavírus e os pets

Muito está se falando sobre o novo Coronavírus. Na área da veterinária surgem muitas dúvidas, especialmente pela suspeita de que o novo vírus tenha sido passado para humanos por animais que estavam sendo comercializados em um mercado na China.


Assim, em razão da suspeita de origem, especula-se se os animais domésticos podem ser infectados e/ou transmitir o novo vírus.


Tal preocupação está ainda mais acentuada, depois da notícia de que um cachorro de uma tutora infectada teria apresentado testes positivos para o SARS-Cov-2.


A Associação Mundial de Veterinários de Pequenos Animais(WSAVA) publicou recentemente um documento informativo onde se apresentam respostas para uma série de questões relacionadas à possível relação entre o novo Coronavírus e os animais domésticos.


Inicialmente, deve ser salientado que os tipos de Coronavírus que conhecidamente infectam cães e gatos não estão relacionados ao SARS-Cov-2 – novo Coronavírus.


Abaixo, repassamos algumas das perguntas e respostas apresentadas no documento da WSAVA:


Animais domésticos podem ser infectados pelo novo Coronavírus?

Conforme o documento, ainda não há evidências de que os animais domésticos possam ser contaminados ou transmitir o COVID-19.


Vale mencionar que se aguardam resultados de exames adicionais que estão sendo realizados no cão da tutora Chinesa infectada que, pelos exames iniciais, também teria apresentado contaminação pelo novo vírus.


Deve ser esclarecido que o animal não apresenta sintomas, e os níveis detectados de vírus são baixos, de forma que os novos exames estão sendo realizados para verificar se o cão está de fato infectado ou o resultado é decorrência apenas da contaminação ambiental do nariz e boca do animal.


Deve ser evitado o contato com animais, caso se esteja contaminado pelo novo Coronavírus?

Sim. Até que se tenha certeza sobre o comportamento do novo vírus, se recomenda que as pessoas infectadas evitem o contato com animais enquanto estiverem doentes.

Caso seja indispensável o contato, tome algumas precauções como sempre usar máscaras e lavar as mãos antes e depois interagir com os animais.


O que fazer se seu animal teve contato com alguém infectado e apresentar sintomas de doença?

Embora ainda não se tenha certeza de que os pets possam ser contaminados pelo novo Coronavírus, é prudente que se comunique as autoridades de saúde que estão cuidando da pessoa contaminada com quem o animal teve contato.


Ainda, antes de levar seu pet ao veterinário, avise-o que está indo consultar com um animal que foi exposto ao novo Coronavírus, para que ele e a clínica possam estar preparados para recebê-los.


Por fim, o documento esclarece que a vacina para Coronavírus canino não deve ser utilizada como prevenção para o COVID-19, pois não há evidências de que a vacina existente atualmente no mercado proteja os pets do novo Coronavírus.


No momento, não há vacinas que protejam cães de COVID-19.


Para saber mais:

https://www.oie.int/scientific-expertise/specific-information-and-recommendations/questions-and-answers-on-2019novel-coronavirus/

https://wsava.org/wp-content/uploads/2020/02/COVID-19_WSAVA-Advisory-Document-Feb-29-2020-Portuguese.pdf

7 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Rua Dr. Freire Alemão, 523/301-B - Mon't Serrat - Porto Alegre/RS - CEP 90.450-060

contato@diasepalma.com.br

  • Facebook
  • Instagram