• Isabel Palma

Responsabilidade sobre o paciente internado na clínica ou hospital veterinário

No dia a dia do escritório, não é incomum ouvirmos relato de situação em que o especialista - volante indica a internação de algum de seus pacientes e a partir daí se inicia uma série de ruídos e dúvidas sobre a situação do animal. Tanto tutor como clínica veterinária se voltam para o especialista para saber informações sobre o estado de saúde do animal, ou para condutas de tratamento.


Assim, por diversas vezes, nem tutor, nem clínica, nem o próprio especialista sabem ao certo de quem é a responsabilidade sobre este paciente.


O assunto é um pouco mais complexo do que parece, então vamos explicar por partes – clínica e médico veterinário.


O que a Clínica ou Hospital Veterinário precisa saber é que todo e qualquer paciente que esteja sob os seus cuidados – em procedimento ou internação – estão sob sua responsabilidade.

O que isso quer dizer?


Quer dizer que a clínica deve ter uma equipe interna devidamente capacitada para atender adequadamente todos os pacientes que estiverem internados em seu estabelecimento.


Ainda que o animal venha por indicação de um Médico especialista externo, a clínica, ao admiti-lo na internação passará a ser responsável por aquele animal, cabendo a ela o adequado tratamento, independentemente do Médico que encaminhou o paciente.


Desta forma, a equipe interna deverá estar apta para receber o paciente e proceder com os primeiros atendimentos e devidas prescrições até que, sendo o caso, possa ser chamado o especialista para consulta específica de apoio.


Ou seja, o tratamento dado ao animal não poderá depender da orientação de um Médico externo, ainda que este o tenha encaminhado e seja especialista em determinada área.


Por fim, por estar sob a sua guarda, é do estabelecimento Veterinário a obrigação de fornecer ao tutor as informações sobre o estado de saúde do animal.


Já o Médico Veterinário, embora não seja responsável pela internação do animal encaminhado por ele, será responsável por atender eventual solicitação da clínica ou hospital para consulta médica ou consultoria à equipe interna – conforme sua disponibilidade.


Ao realizar consulta e prescrição ao paciente internado o Médico Veterinário é responsável por esta conduta, de forma que equipe interna e especialista externo deverão estar alinhados.


Vale ressaltar que, embora seja especialista, o Veterinário externo deverá discutir o caso com o responsável interno da clínica, pois este será responsável pelo tratamento do animal em sua integralidade, incluindo, eventualmente, comorbidades de outras especialidades.

Posts recentes

Ver tudo

Como lidar quando o tratamento clínico não é suficiente?

Você já passou por situação em que o tratamento clínico/conservador não obteve o resultado positivo esperado e você teve que encaminhar o paciente para especialista ou cirurgião e o tutor ficou insati

O que fazer se o tutor se recusa a assinar o TCLE?

Diversamente da medicina humana, onde os casos de obrigatoriedade do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido é obrigatório em situações pontuais, de acordo com a Resolução CFMV 1.321/2020, na medic